Regulamento Geral de 2002

1. DOS CLUBES E LIGAS:

1.1)
Todos os Clubes ou Ligas filiados à FEDERAÇÃO PAULISTA DE BOLICHE (FPBOL) ou, que desejarem filiar-se à mesma, deverão apresentar, através de oficio dirigido pelo seu Presidente à FPBOL, os seguintes documentos:
1.1.1) Cópia autenticada do Estatuto, Regimento ou do Regulamento, devidamente registrado em cartório, bem como das alterações efetuadas;
1.1.2) Cópia autenticada da ata de eleição dos seus poderes (Diretoria), devidamente registrada em cartório, e período de mandato
1.1.3) Cópia autenticada da ata de posse dos seus poderes (Diretoria), devidamente registrada em cartório;
1.1.4) Carta, assinada pelo seu Presidente e Secretário Geral, com firma reconhecida, indicando o Representante do Clube junto à FPBOL, com amplos poderes de mandatário e responsável por todos os atos. Ficam dispensados desta carta, quando a representação for exercida diretamente pelo Presidente;
1.1.5) Pagamento da taxa de anuidade, conforme estabelecido no regimento de taxas abaixo.
1.1.6) Os Clubes deverão atualizar seus representantes anualmente.

1.2)
Para os Clubes e Ligas já filiados, a apresentação dos documentos, conforme acima, deverá ser efetuada como segue:
1.2.1) Até o dia 10 de fevereiro de 2.002, apresentação dos documentos, conforme acima, bem como o pagamento da taxa de anuidade estabelecido no regimento de taxas abaixo;
1.2.2) O não atendimento do prazo acima estabelecido, implicará no cancelamento automático da filiação, para o ano em exercício; e
1.2.3) Os atletas eventualmente associados ao Clube ou Liga que, nas condições acima, tiver sua filiação cancelada na FPBOL, deverão apresentar pedido de transferência para outra associação.

1.3)
Os Clubes ou Ligas, estarão aptos à solicitar a sua filiação, em qualquer época, desde que atendidos os requisitos acima, passando o Clube ou Ligas e, como conseqüência, seus atletas, a usufruírem desse direito de filiados, à partir da data de aceitação promulgada pela FPBOL.

1.4) A aceitação de uma nova filiação de Clube ou Liga deverá ser aprovada em Assembléia Geral.

1.5) A filiação de novos atletas deverá ser feita mediante o preenchimento e assinatura da "FICHA DE FILIAÇÃO”, a qual deverá ser apresentada à FPBOL, devidamente assinada pelo Presidente ou pelo Secretário Geral ou pelo Representante em exercício do Clube ou Liga da qual o mesmo é associado, juntamente com duas fotografias 3x4.

1.6) A transferência de atletas com as demais Federações do país, para ingresso ou saída, somente serão aceitas mediante os seguintes requisitos:
1.6.1) Apresentação do formulário "SOLICITAÇÃO DE TRANSFERÊNCIA DE ATLETA” da CBBOL, devidamente preenchida e assinada pela Federação solicitante, com reconhecimento da Federação cedente e da CBBOL, no que se refere ao pagamento das taxas de transferências daquelas entidades e a inexistência de pendências técnicas, financeiras e disciplinares do atleta com as mesmas.
1.6.2) Em se tratando de transferência de atleta filiado à FPBOL, para entidade de outro estado, o formulário acima deverá ser apresentado com a assinatura do atleta e Presidente ou Representante Legal do Clube ao qual o mesmo está filiado, como reconhecimento da inexistência de pendências técnicas, financeiras e disciplinares.
1.6.3) Pagamento da taxa de transferência da FPBOL, conforme estabelecido no regimento de taxas abaixo.
1.6.4) Para o exercício do ano 2.002, as transferências para entrada ou retorno de atletas de outras Federações ao quadro de filiados da FPBOL, conforme acima, somente serão aceitas nas seguintes condições:

a) Até 31 de janeiro de 2.002, com total isenção de taxa de transferência junto à FPBOL, sem quaisquer carências, com exceção das taxas devidas e cobradas pela CBBOL ou pela sua Federação anterior;
b) À partir de 31 de janeiro de 2.002, as transferências conforme acima, ficam sujeitas a uma carência de 3 (três) meses, à contar da data da aprovação e da aceitação da transferência pela FPBOL;
c) Não serão incorporados à FPBOL, à nível estadual, qualquer posição que o atleta detinha no estado de origem, excetuando-se sua eventual participação nos eventos oficiais da FPBOL, cujos resultados serão tratados como direito adquirido. À nível federal, será respeitada a posição adquirida pelo mesmo junto à CBBOL.
d) Os resultados obtidos pelo atleta, à nível estadual, serão inseridos no Ranking Paulista, à partir do momento da regularização do seu pedido, do registro de transferência e do cumprimento do período de carência acima estabelecido.

1.7)
A transferência de atletas entres os Clubes e Ligas no Estado de São Paulo, filiados à FPBOL, ficam sujeitas ao cumprimento dos seguintes requisitos:
1.7.1) Apresentação de nova "FICHA DE FILIAÇÃO” da FPBOL, devidamente preenchida e assinada pelo mesmo e pelo Presidente ou Representante Legal do Clube ou Liga para o qual o atleta está se transferindo, mencionado, "TRANSFERÊNCIA”, como reconhecimento da inexistência de pendências técnicas, financeiras e disciplinares.
1.7.2) A data de inicio da transferência será àquela da aprovação e aceitação da FPBOL.
1.7.3) Para o exercício de 2.002, as transferências de atletas entre Clubes e Ligas nas condições acima estabelecidas, somente serão aceitas pela FPBOL, como segue:

a) Até 20 de janeiro de 2.002, com total isenção de taxas de transferências e sem quaisquer carências;
b) À partir de 21 de janeiro de 2.002, as transferências conforme acima, ficam sujeitas ao pagamento da taxa de transferência, conforme estabelecido no regimento de taxas abaixo, excetuando-se os casos de transferências para Clubes ou Ligas, cuja filiação ocorreu conforme previsto no item "1.3” acima.
c) Os atletas pertencentes a um determinado clube e que queiram disputar o Campeonato Brasileiro de Clubes por outro clube deverão apresentar autorização do clube ao qual são filiados, considerando esta autorização como EMPRESTIMO, que terá validade por 30 (trinta) dias ficando a cargo do clube requerente o pagamento de taxa abaixo.

1.8)
O atleta que pretender participar de qualquer evento fora do estado de São Paulo, à nível nacional ou internacional, deverá fazer a comunicação através de ofício do seu Clube ou Liga à FPBOL, por escrito, para que sejam tomadas as devidas providências junto às autoridades hierarquicamente superiores e oficialmente representativas.

--------------------------------------------------------------------
2. DAS TAXAS:


2.1) Anuidade dos clubes ou ligas filiados
= R$ 200,00 (Duzentos reais), com prazo para pagamento até o dia 10 de fevereiro de 2.002

2.2)
Anuidade dos atletas = R$ 60,00 (Sessenta reais), divididos em 2 (duas) parcelas de R$ 30,00 (Trinta reais) com os seguintes prazos para pagamento:
2.2.1) 1o. (primeiro) semestre: até a data de sua inscrição no 1o. (primeiro) evento oficial da FPBOL ou da CBBOL no semestre.
2.2.2) 2o. (segundo) semestre: até a data de sua inscrição no 1o. (primeiro) evento oficial da FPBOL ou da CBBOL no semestre.
2.2.3) Ficam isentos de pagamento da semestralidade os atletas filiados ou, que vierem a filiar-se, com idade de até 18 (dezoito anos) incompletos.

2.3) Transferência de atletas:
2.3.1) De, ou, para outras entidades (federações) estaduais = R$ 150,00 (Cento e cinqüenta reais).
2.3.2) Entre Clubes e Ligas filiados à FPBOL:

a) Transferências formalizadas até o dia 20 de janeiro de 2.002 = Isentas.
b) Transferencias de atletas que ainda não tenham participado de competições oficiais até 10 de fevereiro = isentas
c) Transferências formalizadas à partir do dia 21 de janeiro de 2.002 = R$ 75,00 (Setenta e cinco reais) por atleta.
d) Transferencia por EMPRESTIMO com validade de 30 (trinta ) dias R$ 50,00 (Cinqüenta reais).

2.4) Abandono de atletas: R$ 50,00 (Cinqüenta reais) por atleta. O Clube ou Liga que realizar a inscrição do atleta e este abandonar um evento será responsável pelo pagamento de todos os valores cobrados, como se o atleta tivesse jogado o evento integralmente.

--------------------------------------------------------------------
3. DAS COMPETIÇÕES OFICIAIS:

3.1) As competições oficiais da FPBOL, terão, no mínimo, 24 (Vinte e quatro) linhas (partidas) por evento, distribuídas em rodadas à critério do Departamento Técnico da FPBOL e mais as partidas das semi-finais e finais, se houverem.

3.2)
Cada evento poderá ser realizado em um ou mais centros de boliche.
3.2.1) Caso venha ocorrer impedimento dos estabelecimentos comerciais ou de ordem natural, técnico ou financeiro para a realização do evento em local já pré-determinado, o mesmo, excepcionalmente, poderá ser transferido para outro centro de boliche, que atenda as características mínimas exigidas pela FPBOL.

3.3)
Havendo estrutura, condições técnicas e financeiras, tanto para a FPBOL como para os atletas, poderão ser disputadas rodadas em um centro de boliche fora da capital do estado de São Paulo.

3.4)
Todos os Campeonatos ou Taças da FPBOL serão disputados em divisões à serem determinadas, quer em número de divisões, quer em número de atletas em cada divisão, após conhecido o número total de atletas inscritos no mesmo.

3.5)
Nos eventos por equipes (duplas, tercetos, quartetos, quintetos, sextetos, etc), admitir-se-á a inscrição de reservas, de acordo com o Regulamento do Campeonato.

3.6)
Em todos os eventos oficiais da FPBOL, serão premiados de acordo com o Regulamento do Campeonato ou Taças.

3.7)
Todo o atleta que faltar à alguma rodadas, o Clube ou Liga ao qual o atleta está vinculado, fica responsável pelo cumprimento da penalidade de acordo com o item 2.4.

3.8)
Os atletas deverão participar das competições oficiais da FPBOL, com camisas alusivas ao esporte "BOLICHE”, de preferência do Clube ou Liga ao qual o mesmo está vinculado. Nas competições por equipes, os atletas deverão estar igualmente uniformizados.

3.9)
Tendo em vista o clima tropical do nosso país, admite-se, nos campeonatos oficiais da FPBOL, o uso de bermudas, desde que as mesmas sejam socialmente decentes e adequadas ao decoro e ética do nosso esporte. Todavia, não serão admitidos, o uso de calção, shorts ou assemelhados.

3.10)
Fica proibida a permanência de pessoas estranhas na área de jogo, mesmo que sejam parentes ou amigos dos atletas que estejam participando das disputas. Admite-se apenas a presença de uma pessoa, na qualidade de técnico, durante as partidas das finais dos eventos, quer sejam individuais ou por equipes, desde que a mesma permaneça sentada na última cadeira da área de descanso do respectivo atleta/equipe e não prejudique ou interfira no andamento da partida.

3.11)
O posicionamento dos atletas ou das equipes nas pistas, deverá seguir o Regulamento de cada evento.

3.12)
A preparação das pistas e do aproach, para cada evento, será feita em parceria com a equipe de manutenção do centro de boliche e sob a orientação e supervisão da FPBOL, com base nas normas da CBBOL e FIQ e, não será permitido à nenhum atleta usar ou aplicar nas áreas correspondentes quaisquer produtos que modifique a preparação efetuada.

--------------------------------------------------------------------
4. DA HOMOLOGAÇÃO DE EVENTOS

4.1)
Homologação de Taças (exclusivamente Taças Regionais):
4.1.1) Serão considerados eventos com direito à homologação pela FPBOL e válidos para a formação das Seleções Paulistas, exclusivamente, as Taças Regionais realizadas no Estado de São Paulo, com apoio da FPBOL. Nestes casos a taxa para homologação do evento será de R$ 800,00 (Oitocentos reais) independente do numero de atletas participantes, taxa esta que deverá ser paga no primeiro dia do evento.
4.1.2) Os resultados obtidos pelos atletas filiados à FPBOL serão computados no Ranking Geral Paulista, nas mesmas condições daquelas atribuídas aos eventos oficiais da FPBOL.
4.1.3) Os organizadores deverão enviar à Diretoria Técnica da FPBOL, com 20 dias de antecedência as condições de pista e com 10 dias de antecedência o Regulamento e os Modelos de Documentos (súmulas, etc). Se considerar necessário, a FPBOL indicará e nomeará um representante técnico oficial para auxiliar na solução de questões técnicas de condicionamento de pista.
4.1.4) Em até 3 (três) dias após o término do evento, os organizadores deverão apresentar à FPBOL um caderno completo do evento, contendo: regulamento, avisos e comunicados expedidos, tabelas de classificação/resultados de cada uma das rodadas, bem como das semi-finais e finais, descritivo da premiação (prêmios e ganhadores) e relatório do desenvolvimento e das ocorrências do evento.
4.1.5) Não serão homologados eventos que tenham datas coincidentes ou conflitantes com os Campeonatos Paulistas (oficias da FPBOL) ou Brasileiros (oficiais da CBBOL), e que não tenham um número mínimo de 66 atletas.

4.2)
Homologação de demais eventos:
4.2.1) Só serão homologados eventos extraordinários cujo Regulamento seja previamente aprovados em AGE.

--------------------------------------------------------------------
5. RANKING PAULISTA:


5.1)
Ficam estabelecidos os seguintes critérios para apuração do Ranking Geral Paulista para o ano de 2002:
5.1.1) Serão computados o total de pinos derrubados e linhas (partidas) efetivamente jogadas nos eventos oficiais da FPBOL, descritos no item "7” deste Regulamento Geral, bem como as Taças Regionais do estado de São Paulo, que por ventura venham à ser realizadas e homologadas pela FPBOL, excluídas as linhas (partidas) das semi-finais e finais.
5.1.2) Serão computados somente os resultados dos atletas que, filiados à FPBOL, estejam em ordem com suas obrigações junto à FPBOL, quer documental, disciplinar e financeira.
5.1.3) Serão computados no Ranking Geral Paulista de 2002, somente os eventos oficiais da FPBOL, as Taças homologadas pela FPBOL, bem como os torneios eventualmente homologados pela FPBOL, que forem realizadas no período compreendido entre o dia 01 de janeiro de 2.002 até 31 de dezembro de 2.002.
5.1.4) O Ranking Geral Paulista será fechado logo após o termino de cada evento, computando-se os resultados. O Ranking Geral Paulista fechado nas condições acima, será publicado no prazo de 5 dias após o término de cada evento.
5.1.5) O Ranking Geral Paulista será apurado nas modalidades MASCULINO e FEMININO, subdividido nas seguintes categorias:

5.1.5.1) Infantil – para os atletas com idade de até 12 (Doze) anos e 364 (Trezentos e sessenta e quatro) dias
5.1.5.2) Infanto-Juvenil - para os atletas com idade entre 13 anos completos até 15 (Quinze) anos e 364 (Trezentos e sessenta e quatro) dias;
5.1.5.3) Juvenil - para os atletas com idade entre 16 (Dezesseis) anos completos até 23 (Vinte e três) anos e 364 (Trezentos e sessenta e quatro) dias;
5.1.5.4) Adulto - para os atletas com idade de entre 24 (Vinte e quatro) anos completos até 49 (Quarenta e nove) anos e 364 (Trezentos e sessenta e quatro) dias;
5.1.5.5) Senior - para os atletas com idade superior à 50 (Cinqüenta) anos completos.
5.1.5.6) Seleção – para formação da seleção paulista adulto

--------------------------------------------------------------------
6. DA FORMAÇÃO DAS SELEÇÕES PAULISTAS:


6.1)
O critério utilizado para a formação da Seleção Paulista, será o Ranking Paulista 2002, encerrado após a última partida do Campeonato Paulista Individual.

6.2)
Das Taças inclusas no calendário 2002, é obrigatória a participação em pelo 2 (duas) Taças. Para os atletas que jogarem mais de 2 (duas) Taças, serão considerados os 2 (dois) melhores resultados.

6.3)
Dos Campeonatos Paulistas inclusos no calendário 2002 é obrigatória a participação em pelo menos 3 (três) Campeonatos, sendo que um deles necessariamente deverá ser o Campeonato Paulista Individual. Para os atletas que jogarem mais de 3 (três) campeonatos, serão considerados os 3 (três) melhores resultados.

6.4)
A participação do atleta nas Taças e Campeonatos para cumprir os itens 6.2 e 6.3, só será considerada se o mesmo jogar no mínimo 75% do total de linhas (partidas) de cada evento, limitado a, no máximo, 2 eventos, de forma que ao encerrar o Ranking Paulista que servirá de base para a formação da Seleção, o atleta deverá ter um mínimo de 108 linhas (partidas) jogadas.

6.5)
Para participar da 1ª Divisão do Campeonato Paulista Individual, o atleta deverá ter completado 108 linhas (partidas) jogadas, ou ter condições de completá-las no final do referido torneio, bem como ter preenchido as demais condições exigidas para que, em sendo Campeão, possa integrar a Seleção Paulista.
6.5.1) Os atletas com média para jogarem na 1ª Divisão, mas que não preencham as condições acima mencionadas, não jogarão na 1ª Divisão.
6.5.2) Será formada uma Divisão especial para que estes atletas possam disputar o Campeonato Paulista Individual.

6.6) Desde que preenchidos os requisitos acima, estarão automaticamente convocados:
6.6.1) Para a Seleção: Os campeões brasileiros individuais, se paulistas, masculino e feminino e os campeões paulistas individuais masculino e feminino

6.7)
No caso de desistência do atleta convocado, a vaga será preenchida seguindo-se o Ranking Paulista 2002 - Seleções.

6.8) Após o término do campeonato paulista individual em todas as categorias, serão realizados treinos pela FPBOL, sendo obrigatório o comparecimento em pelo menos dois. As datas serão comunicadas logo após o término do Campeonato Paulista Individual.

--------------------------------------------------------------------
7. DO CALENDÁRIO OFICIAL DA FPBOL PARA O ANO 2.002

7.1.1- 21ª Taça São Paulo de Boliche. Organização FPBOL
7.1.2- Taça A.B.J.B.
7.1.3- Taça Morumbi Fernando Resende.
7.1.4- Taça Ribeirão Preto.
7.1.5- Taça Santo André.
7.1.6- Campeonato Paulista Individual. Organização FPBOL
7.1.7- Campeonato Paulista de Duplas. Organização FPBOL
7.1.8- Campeonato Paulista de Equipes. Organização FPBOL
7.1.9- Campeonato Paulista de Tercetos. Organização FPBOL
7.2- Campeonato Paulista de Quartetos. Organização FPBOL

--------------------------------------------------------------------
8. COPA PAULISTA INTERCLUBES


Será realizada a 2a Copa Paulista Interclubes, cujo Calendário e Regulamento serão definidos pelos Clubes participantes em condições especiais.

--------------------------------------------------------------------
9. DÚVIDAS E CASOS OMISSOS:

9.1) De acordo com regulamentação FIQ e CBBOl fica terminantemente proibido o uso de cigarros e bebidas em competições.
9.2) Em caso de dúvidas referentes a este regulamento, o atleta deverá solicitar esclarecimentos junto à Diretoria do Clube ou Liga de sua filiação.
9.3) Em caso de algum atleta ser patrocinado, o atleta e o seu clube serão os responsáveis pelo pagamento das taxas devidas, não sendo de responsabilidade da FPBOL tal cobrança.
9.4) Os casos omissos no presente regulamento, serão decididos pela Diretoria da FPBOL.
9.5) Regulamento aprovado pelos Clubes em AGO em 15 de dezembro de 2001.

--------------------------------------------------------------------
São Paulo, 05 de dezembro de 2001.

Julio Cesar Pinatti Abrãao
Presidente